12 de mar de 2010

SÍTIO DOS MEUS SONHOS


Casa do Sítio ainda por terminar


Meus lindos pés de Manjericão Roxo...


E... os irmãozinhos dele...



MANJERICÃO ROXO
(Ocimun basilicum)

Como os outros tipos de "alfavacas", esta herbácea, também natural da Ásia Tropical, África e algumas ilhas do Pacífico. Em hortas e jardins repele insetos. Na Índia, o Manjericão é planta sagrada e sua cultura favorece a felicidade doméstica. Na Itália, um ramalhete dessa erva, quando oferecido à alguém, simboliza bem-querença.

A folhas do Manjericão são muito usadas na culinária mediterrânea e são excelentes para o preparo de tomates e pestos (molho verde para macarrão, faz-se com folhas secas e moídas de manjericão, alho, azeite de oliva, nozes e queijo). Por sua cor característica e aspecto decorativo, é muito utilizada em saladas.

Medicina: é muito bom tomar chá de folhas e flores de Manjericão ao término de um dia de trabalho, pois ele relaxa e alivia dores de cabeça de origem nervosa. É um chá que renova as energias, preparando o corpo pra o novo período. Se tomado depois das refeições, auxilia o trabalho do sistema digestivo. Gargarejos com o chá morno ajudam a acabar com aftas. Este chá atua contra tosses, gripes, resfriados e crises de bronquites.

http://www.acquaverde.com.br/manjericaoroxo.htm



Molho Pesto-Manjericão



Especialidade da cidade de Gênova, na Itália, o pesto é um molho cru utilizado em massas
feito de manjericão, um bom azeite extravirgem, queijo (pecorino ou parmesão),
alho e pinoli, batido tradicionalmente em um pilão. Há várias versões mais modernas ou práticas:
trocar o pilão por um processador de alimentos, substituir o manjericão por hortelã e os pinoli por nozes.


Ingredientes

2 xíc. (chá) de folhas manjericão
2 dentes de alho (aferventados para ter sabor mais suave)
½ a 2/3 de xíc. (chá) de azeite (aproximadamente)
2 col. (sopa) de nozes ou pinoli
1/2 xíc. (chá) de queijo parmesão ralado
sal

Preparo

No processador (ou no pilão), bata o manjericão com o alho e o azeite. Adicione os pinoli, o queijo, o sal e bata novamente, mas sem deixar uma pasta completamente homogênea. Retire do processador, coloque em um pote, cubra com um fio de azeite (para prevenir a oxidação) e guarde na geladeira até o momento de servir.

obs.: Podemos substituir o pinoli por amendoim ou castanha.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADA PELA VISITA!